Litoral recebe 7 viaturas

Com a entrega de 134 novas viaturas da Brigada Militar a mais de 100 municípios, o governo do Estado reforça e qualifica o trabalho da segurança pública gaúcha. Por meio do programa RS Seguro, o Estado contemplou 47 pequenos municípios com carros novos. Os outros 87 veículos foram destinados a cidades escolhidas pela Consulta Popular 2018 (41 veículos) e aos 18 municípios priorizados no RS Seguro (46 carros) por concentrarem a maior parte dos índices de criminalidade no Estado. Alem dos veículos, foram entregues 1.043 coletes balísticos. O investimento total será de mais de R$ 13,5 milhões, com recursos do Estado e da Consulta Popular.
 
Para o Comando Regional de Polícia Ostensiva do Litoral (CRPO Litoral) foram destinadas sete viaturas. Os veículos são da marca Fiat e modelo Palio Weekend, sendo duas viaturas para Capão da Canoa, inserido no RS Seguro, e para Cidreira (1), Terra de Areia (1), Balneário Pinhal (1), Três Cachoeiras (Consulta Popular) e uma Toyota Hillux para Santo Antônio da Patrulha (Consulta Popular). O Litoral também recebeu 275 coletes balísticos.
 
As entregas foram feitas na manhã desta sexta-feira (1/11), em Porto Alegre, pelo governador Eduardo Leite e pelo vice-governador e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior, com a presença do comandante-geral da Brigada Militar, coronel Mário Yukio Ikeda e do comandante do CRPO Litoral, coronel Marcel Vieira Nery, entre diversas outras autoridades.
 
Leite destacou que, em um cenário de crise fiscal como o vivido no RS, é importante identificar as reais demandas para priorizar a aplicação de recursos. "Trabalhamos com um orçamento no qual a despesa é maior do que a receita. Nosso papel, como governo, é fazer com que o Estado supere as dificuldades e não se acostume a conviver com elas. A crise fiscal precisa sair dos nossos discursos e da nossa rotina", explicou, ao citar medidas implementadas em busca de equilíbrio financeiro e atração de investimentos.
 
O governador também destacou a força dos agentes da segurança pública. "Queremos investir mais para que nossos servidores tenham melhores condições de trabalho. O declínio que observamos nos índices de criminalidade se deu devido à qualidade dos serviços dos homens e e das mulheres das forças de segurança", reforçou.
 
TEXTO: Suzy Scarton e Carlos Ismael Moreira/Ascom SSP e Jussara Pelissoli/CRPO Litoral
FOTOS: Gustavo Mansur – Palácio Piratini


Categoria:Noticias