Pesquisa realizada em agosto aponta resultados negativos para o mosquito em Três Cachoeiras

 No mês de agosto, foi realizado em Três Cachoeiras, o terceiro LIRAa (Levantamento do Índice Rápido do Aedes aegypti) deste ano. A pesquisa contemplou a visita em 26 quarteirões entre as localidades de Santo Anjo da Guarda, Lajeadinho e a sede do município, totalizando 325 imóveis vistoriados. Neste período, foi possível coletar três amostras, onde todos os resultados foram negativos para o mosquito.

De acordo com a Agente de Combate as Endemias do município, Daiane Borges, o pequeno número de amostras se deve as baixas temperaturas e a estiagem que antecederam a execução do LIRAa. O município foi considerado de baixo risco, porém o alerta permanece.

"A Secretaria da Saúde e a Vigilância Ambiental reforçam o alerta sobre o combate aos focos do mosquito Aedes aegypti em Três Cachoeiras. Lembramos que ele é responsável pela transmissão de quatro doenças: Dengue, Zika vírus, Chikungunya e a Febre Amarela, sendo que só a última que possui vacinação", destacou Daiane.

O Ministério da Saúde aconselha que, durante o período de seca, a população mantenha ações de prevenção, como verificar se existe algum tipo de depósito de água no quintal ou dentro de casa. Outra recomendação é lavar semanalmente, com água e sabão, recipientes como vasilhas de água do animal de estimação e vasos de plantas. Não deixar que se formem pilhas de lixo ou entulho em locais abertos, como quintais, praças e terrenos baldios é outro ponto importante. Outro hábito que pode fazer diferença é a limpeza regular das calhas, com a devida remoção de folhas que podem se acumular durante o inverno.

Categoria:Noticias